Blog do Tas

“É Rindo Que Se Aprende”: noite de autógrafos em São Paulo

16 de setembro de 2011, 12:59

Escrito por marcelotas

Video: entrevista a Sergio Miguez, para o Cultura News

 

De uma longa conversa com o jornalista Gilberto Dimenstein, surgiu um livro o “É rindo que se aprende” que traduz minha vida escolar pessoal e trajetória profissional. Com suavidade e maestria Gilberto revirou minhas memórias e abriu uma estrada recheadas de histórias onde se cruzam comunicação, humor e educação.

O resultado é um pequeno livro de 125 páginas, com uma versão literária da nossa conversa reescrita por mim, e um DVD com a entrevista na íntegra. Quero acreditar que o resultado pode auxiliar alunos, professores e interessados em Educação e Comunicação a discutir em como traduzir conteúdos complexos numa linguagem acessível e direta- tarefa árdua que já me foi colocada em diversos momentos da minha vida profissional como nas séries Rá-Tim-Bum, no Telecurso, no game interativo Beco das Palavras (Museu da Lingua Portuguesa) e até, por que não?, nos atuais CQC (Band) e Plantão do Tas (Cartoon Network).

 

A obra já está a venda nas livrarias e na internet (preço entre R$ 32 e R$ 45 reais- faça uma pesquisa antes de comprar). Toda a renda dos meus direitos autorais serão destinados a ONG Casa do Zezinho que atua na educação de mais de 2 mil crianças no Jardim Ângela, Zona Sul de São Paulo.

Com grande alegria convido à todos para o lançamento oficial do livro que será na próxima terça-feira, dia 20/09, a partir das 19h, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo. Para mais detalhes clique aqui.

Será uma noite especial, com direito a autógrafo e desenho do professor Tibúrcio para quem comprar o livro. Até lá!

 


  1. Muito legal o livro. Parabéns por mais essa conquista!

  2. Assim que posso acompanho a carreira de Marcelo Taz desde a cultura até hoje no CQC, não sabia até a pouco do livro. Essa semana mesmo vou comprar o livro.

  3. Prezado Tas, em casa somos somos seus fãs. Meeu filho adora ler e adorou uma reportagem sua recente a uma revista de publico homossexual. Ele atravessa uma fase difícil em sua vida, quanto a sua sexualidade. Lemos este livro, aprendemos a admira-lo pela coragem de chegar e falar o que deve ser falado.
    Há muito tempo, alguém no Brasil precisava ter ousadia de falar sério brincando com as palavras para que assim possamos entender o que é o respeito, como você faz.
    A educação no Brasil precisa ser levada a sério….
    Um abraço, Marilia.

  4. Jaqueline Maria França Campolina 2 de fevereiro de 2012 at 10:39

    Olá Marcelo. Moro em Sete Lagoas, MG, sou professora, embora não esteja em sala de aula, fui diretora de escola durante 14 anos. Depois de várias tentativas, e apenas por encomenda, consegui comprar o seu livro em minha cidade. Desde as primeiras páginas, fiquei encantada em ver ao longo da sua entreista a importância do seu avô no seu aprendizado. Lembrei do meu avô materno, e vejo o quanto ele foi importante na minha vida. Fiquei encantada de ver a cultura que esse avô levava consigo e cada vez mais vejoo quanto os valores, até então tão esquecidos pela família brasileira são importantes, assim como a vivência da criança. Vejo a educação no Brasil hj, príncipalmente a pública muito perdida. Quando vc cita que o seu programa tinha muita pedagogia , e vc cita lateralidade, existem professores hj que nem save o que é isso. Vivemos num mundo diferente dos que nós fomos criados, mas, somos pessoas do mesmo jeito e o desenvolvimento infantil, nas primeiras séries do ensino infantil, é importantíssimo para que se tenha “gosto” pelo aprender. Para que se desenvolva esse ser e o prepare para essa carga de informações que recebemos a todo instante sem cansar o aluno. Considero o ensino infantil e as quatro primeiras séries do ensino fundamental, extrememente importante para o sucesso das crianças no futuro. Sem querer ser demagoga….onde o profissional é menos valorizado. Então inúmeras perguntas faço, dentre elas….onde vamos parar, com esse ensino sem diretrizes, com esse ensino cujos conteúdos programáticos não respeitam o desenvolvimento biológico do ser humano. Ficaria escrevendo aqui horas, mas, como educadora, deixo aqui o meu depoimento de ficar encantada ao ler o seu livro e perceber nas entrelinhas, o quanto foi importante a sua vivência, a sua infância e o estímulo, mesmo que indireto, para o seu desenvolvimento, e a sua criatividade. Parabéns! Jaqueline

  5. Maria Aparecida de Almeida 27 de setembro de 2011 at 23:40

    Já gostava do professor Tiburcio, depois da Marilia Gabriela no SBT, me identifiquei com o sua maneira de ver as coisas da vida e fiquei muito curiosa em ler seu livro, onde posso consegui-lo ?? Vc é autêntico ,Parabéns

  6. Pingback: Livro – É rindo que se aprende. Marcelo Tas | Colégio Beka

  7. kylz marielly souza meireles 26 de setembro de 2011 at 11:04

    morando em cuiaba é dificil participar de uma noite de autógrafos . e quando vc veio aqui para uma palestra no centro de eventos do pantanal, eu ia com minha prima que fazia comunicação, arranjei o dinheiro e tudo mas, porém no grande dia ela não tinha descoladao a grana!
    E não fomos foi frustante pois ja me enchia de alegria de te ver pessoalmente . te admiro muito vc é muito bom no que faz ! comenta ai por favor vou ficar muito feliz!! beijos

  8. Tas, estou assistindo sua entrevista no SBT neste momento, e venho a lhe confessar que nunca achei sua personalidade interessante. No entanto, acabei de perceber que vc é brilhante! Parabéns mesmo! Me interessei muito em ler o “seu livro”. Gostei muito do seu trabalho, não é “puxa-saquismo”, sou apenas uma jovem sonhadora apaixonada pela area da comunicação, não precisa pstar esse comentario, gostaria apenas, se voce pudesse, que entrasse em contato por e-mail para me dar algumas dicas…
    vlw mesmo
    um grande abraço

  9. Erika TerezaCoutinho Affonso 21 de setembro de 2011 at 6:42

    O secretário de educação, do Estado de SP, poderia comprar esta obra e destribuir nas unidades escolares do Estado.Fica minha dica.
    Marcelo parabéns para vc e para o Dimenstein.

  10. TAS,
    Com certeza vou comprar o livro, mas, gostaria de ter o vosso autografo nele….
    Seria possível?

    Abraços,

    Anderson Lira

  11. Fico muito feliz pelo seu trabalho e eu tenho uma grande admiração pela sua pessoa. Eu sou seminarista, ou seja, estudanto para ser padre e eu ficaria muito feliz se você mandasse um livro pra mim ou quem sabe para o nosso seminário. Depois de padre quero estudar jornalismo e sem dúvida uma das pessoas que me inspira a ter esta vontade é você querido Marcelo Tas. Sucesso e que Deus te abençoe.

  12. Teremos a VIII Bienal do Livro de Pernambuco de 23/09 a 02/10, espero encontrar este livro por lá. Forte Abraço.

  13. Ô, Tas! Já perguntei duas vezes, você não respondeu nem um “não sei”. Você pretende vir a BH lançar e autografar o livro? Tenho certeza de que seria um sucesso, conheço pelo menos meia dúzia de pessoas que iriam lá te ver.

  14. Vai rolar sessão de autógrafos em Porto Alegre? Como diria o povo do teatro, muita “merda” amanhã! Já to ansiosa te esperando aqui…

  15. 10 pila se tu comentar meu post hehehehehe

    adoro o tas! simples!

  16. Tas, você pretende vir a Belo Horizonte para lançar o livro, com sessão de autógrafos?

  17. tem como nos enviar um resumo do seu livro para o nosso lindo sitio dos pimpolhinhos?! beijinhos…………….

  18. Tas, manda um livro pra mim de presente??? Meu e-mail rafaelrisse@yahoo.com.br

  19. Vem pro rio de janeirense que vou lá prestigiar…

  20. Tas sei que aqui não é o local correto, mas como mando sugestões para o Top5 do CQC?
    Abraços e desculpe

  21. Sua maneira de lidar com assuntos diversos, cativa e ensina. Seu trabalho hoje aé minha referencia… Acompanho seu trabalho já há um tempo e com certeza estarei lá… Parabéns… e até lá!

  22. Nivaldo Vasconcelos 18 de setembro de 2011 at 0:46

    Acabei agora de ler.
    Grande entrevista !!
    Foi muito bom conhecer melhor sua biografia. Toda esse seu arrojo na busca pelo conhecimento divertido. Parabéns pela tenacidade e pela lucidez.

    Mantenha o rumo … o rumo que nenhum nós sabe qual é … mas sabemos que existe e quando procuramos mesmo … encontramos … nem que seja por instantes.

    Abs.
    Nivaldo

  23. Caro Marcelo Tas, interessante o conteúdo do livro. Gostaria muito de estar em seu lançamento. Mas estarei longe, sou de BH. Admiro sua trajetória, desde minha infância, querido professor Tibúrcio…rs. Dá um certo conforto, apesar de tantas barbaridades que assistimos nas mídias de nosso país, quando reconhecemos que ainda podemos ter ídolos como você, grandes intelectuais éticos. Meus desejos sinceros de que tenha sempre muito sucesso, saúde e vida longa. Marina. =)

  24. As vezes perdemos a esperança na nossa nação achando que só temos boçais . São pessoas assim , como o Tas , que fazem o nosso país valer a pena , pessoas de bom caráter . Deixando o piegas de lado , no futuro , Marcelo Tas estará ao lado de Rui Barbosa , Castro Aves e outros pensadores . Cada um na sua época .

  25. Parabéns Marcelo pelo teu livro e pelo gesto da tua doação para a Ong Casa do Zezinho. Com certeza, vou adquirir o teu livro porque sou tua fã. Já tenho teu autógrafo em um papel aqui em casa agora é só colá-lo no livro. Tenho uma filha que estuda relações públicas na UFRGS que foi assistir tua palestra aqui em Porto Alegre. Meu filho também “matou” aula neste dia para te assistir. Eles são teus fãs e percebi o qto foi boa a tua palestra, pela felicidades deles qdo chegaram em casa.
    E.T. O teu autógrafo, foram eles que te pediram nesta palestra.
    Um grande abraço!

  26. Parabéns meu beeeem!
    Queria muuuuuuuuuuuuito, muito ir!
    Mas não vai dar…
    beijos, e boa noite de autógrafos na terça!!!
    =*

  27. A lembrança com a minha melhor professora foi no dia em que me graduei na cerimonia da entrega de diploma, na qual essa professora é a minha amada mãe. Ela lecionou economia no curso de serviço social no qual eu sou formada. No dia da colação ao chamarem meu nome ela se levantou e veio até mim entregar o “canudo” em minhas mãos, tomadas pela emoção choramos ao ver que mais um obstaculo de nossas vidas tinham sido superados, e mais uma vez JUNTAS obtemos uma vitória. Devido a INÚMERAS dificuldades que passei para me formar sei que só obtive exito devido a excelente mãe e magnifica professora que ela é, não só para mim, mas para todos os alunos que passam pela sua incrível aula.
    http://www.facebook.com/photo.php?fbid=157287747692064&set=a.114751175279055.28307.100002325208870&type=1&theater

  28. hauahua..eu tive um professor de Fisica que era o melhor, um pouco machista, mas aquele era o cara. Depois de explicar a matéria ele falava: ” E então turma, entenderam? Querem perguntar algo?” Não? Então vou explicar novamente agora, só para as mulheres…sabe como é né”?!!…hauahuahuahua…ele era hilário!!!

  29. RAMON REICHERT GARCIA 16 de setembro de 2011 at 14:42

    Eu tive um professor de matemática que na hora de entregar as provas de quem tinha ido mal, chegava ao ouvido do aluno e dizia: “..VOU TE APRESENTAR UM AMIGO MEU JAPONÊS.. O SUGIRO.. SUGIROQUISTUDIS.. kkkk” Ou também dizia pro pessoal conversando la no fundo… “… E O TIME DE NATAÇÃO LA NO FUNDO, QUE CHEGA NA HORA DA PROVA E NADA..” kkkk.

  30. A melhor lembrança que tenho da minha professora de infancia e a da primeira serie que me ensinou a coisa mais importante que é me ensinar a Ler. O nome dela é Adriana, tenho fotos cm ela, sempre muito carinhosa e atenciosa. Realmente ela amava o que fazia, tive contato com ela até a terceira serie. Foi uma epoca muito boa. Que saudades.

  31. Tas, e para quem te acompanha desde antes do Vitrine, da Cultura, tem uma “boiadazinha”?
    Fico feliz pelo seu livor, que certamente será adquirido por este vosso seguidor.
    Abraços!

  32. augusto diniz thyanão junior 16 de setembro de 2011 at 14:04

    Valeu marcelo, mais uma grande obra, não só o livro, mas o destino dos DIREITOS AUTORAIS para Ong. Casa do Zezinho.

    PARABÉNS, VOCÊ É MERECEDOR DESTE SUCESSO, QUE DEUS CONTINUE TE ILUMINANDO.

  33. EU QUEROOOO….
    Pena que não estarei em Sampa p/ buscar o meu com autógrafo!!
    =//

    Tem previsão para o começo das vendas online??

    bjusss e parabéns pelo novo feito.. te desejo muito sucesso!!

    ;)

  34. Patrícia Leite Lopes 16 de setembro de 2011 at 13:51

    Claro que é um livro feito por dois grandes nomes do jornalismo e da vida desse país. E que tem um belo mote, ao reverter os direitos autoriais do Tas para a causa Casa do Zezinho. Mas será que precisaria ser tão caro ? Já não se lê muito no Brasil. Nem todo mundo pode e quer pagar. Porque não oferecer uma obra bacana a preço mais acessível para muito mais gente ficar incentivada a comprar e ajudar. Além de serem beneficiados com o conteúdo que pelo que li aqui deve ser muito interessante para todos, inclusive os nossos jovens estudantes.

  35. Concordo com o Alfredo,seria legal o sorteio de um livro autografado pois nem todos vão ter a oportunidade de ganhar o autografo do Tas.
    Tas sou sua fã, parabéns pelo sucesso e mais sucesso ainda com o livro :)

  36. Patrícia Leite Lopes 16 de setembro de 2011 at 13:46

    Claro

  37. E é claro que sou pidão: “Bem que o Marcelo Tas podia sortear uma cópia para seus seguidores do Twitter!” E se não der certo: “Parabéns pelo livro mesmo assim!”

Deixe um Comentário

Aviso aos navegantes: os comentários são parte fundamental de qualquer blog. Eles servem para ampliar, criticar e completar o texto do autor.

No "Blog do Tas", todos os comentários só são publicados DEPOIS de passar por moderação.

NÃO publicamos:

  1. Comentários com palavrões ou agressões gratuitas.
  2. Comentários fora do assunto.
  3. Comentários com auto-propaganda ou propaganda de terceiros.

Se não estiver nas categorias acima, sua opinião será liberada o mais breve possível.

Bem-vindo e obrigado pela participação!

Connect with Facebook

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>