Blog do Tas

Desde quando nos comunicamos através de redes sociais?

03 de abril de 2013, 02:50

Escrito por marcelotas

Rede Social Vintage (cartum: John Atkinson/ Wrong Hands)

 

O cartunista canadense John Athkinson nos provoca com a imagem de uma “antiga” mesa de trabalho, sem computador ligado à Internet, com telefone ainda de disco, associando tudo que a gente já usava às atuais redes sociais.

Vai abaixo um iPad de cerâmica carregado de informações sobre o comércio de perfumes na região da Mesopotâmia no século XII a.C.. Quem detinha acesso à essas informações e as fazia circular na sua “rede”, evidentemente tinha vantagens em relação aos concorrentes.

Desde quando humanos vivem, trabalham e atuam em redes sociais? Por que a necessidade de chamá-las assim? Voce conhece alguma rede que não seja social? São perguntas apropriadas para o dia de hoje, quando se comemora 40 anos da primeira ligação de um telefone móvel, a de um engenheiro da Motorola para um colega da concorrência trolando o cara com uma outra pergunta: voce me ouve bem? Tenho uma notícia para te contar…

40 anos depois há 6 bilhões de telefones móveis em rede ao redor do planeta. Ah, se os comerciantes de perfume soubessem disso…

 

Guardian: 40 anos da primeira ligação celular

 

 

Tablet de cerâmica com informações sobre comércio de perfume na região da Mesopotâmia no século XII a.C.
(Fonte: WysInfo Docuwebs)

 

 

  1. Como haviam as tábuas da lei, e hoje os tablets ocupam esta posição, assim como também as Enterprises atuais possuem toda aquela tecnologia imaginada pela ficção meu caro, tudo evolui mas continuamos os mesmos, alguns cabelinhos brancos ( ou a falta deles Tas) mas sempre evoluindo, gostei do seu Blog, muito bacana mesmo.

    Rogério

  2. Eu estava na convenção da CLARO que você palestru e tive a oportunidade de ver ao vivo um cara extremamente inteligente e que eu respeito muito falando sobre toda essa tecnologia.
    Tas, muito obrigada por compartilhar esse momento conosco!

    ah…. tbm foi eu e minha amiga que gritamos em alto e bom som o : OLA PROFESSOR TIBURCIO no meio da convenção! NOSTALGIA TOTAL!

    Mais uma vez obrigada por me proporcionar esse momento tão bacana!

  3. Fabiano Tizoni Filipi 3 de abril de 2013 at 14:45

    Interessante, sempre houve a necessidade de estarmos em grupo e nos comunicarmos entre nós mesmo e os outros

  4. Verdade;
    Aqui http://tomstandage.wordpress.com/2012/06/12/the-distractions-of-social-media-1673-style/ um artigo interessante a respeito do papel exercido por bares e cafés no século 17, analogo ao das redes sociais hj em dia

  5. TAS GOSTARIA QUE SE FOSSE POSSVEL VISSE UMA Materia falando sobre o morro da camarista tem muitos artistas que seu programa vc gostaria de conhecer jorge peçanha da silva filho

  6. A simbiose homem/tecnologia também está presente em todas essas imagens.

    A busca incessante pela tecnologia é, aparentemente, uma busca sem fim pela aproximação e interação humana. Parece que somos seres sociais por natureza e, naturalmente, vamos buscar cada vez mais ferramentas que permitam esta conexão, esta união.

    Se por um lado a tecnologia conecta e aproxima intelectualmente, por outro parece afastar fisicamente. Seria este um indício de que nossos corpos são ferramentas “grosseiras” e rudimentares de conexão, que estão agora sendo substituídos pela tecnologia?

    Viajei, talvez… mas volto! :-)

  7. Pingback: Vintage social network | @annalubraga

  8. Pingback: Redes Sociais do Passado | (emilioParme){}

  9. Verdade é que nossa necessidade de interagir existe desde os tempos mais remotos… o que mudou foi a metodologia, mas há tempos, por razões diversas, a conectividade existe… talvez hoje seja mais fácil, mais global, mas de fato, sempre existiu!

    Ranne Miranda

  10. Conheço uma rede que não é social: a de dormir. E mesmo assim apenas as pequenas e com donos insociáveis ;-)

Deixe um Comentário

Aviso aos navegantes: os comentários são parte fundamental de qualquer blog. Eles servem para ampliar, criticar e completar o texto do autor.

No "Blog do Tas", todos os comentários só são publicados DEPOIS de passar por moderação.

NÃO publicamos:

  1. Comentários com palavrões ou agressões gratuitas.
  2. Comentários fora do assunto.
  3. Comentários com auto-propaganda ou propaganda de terceiros.

Se não estiver nas categorias acima, sua opinião será liberada o mais breve possível.

Bem-vindo e obrigado pela participação!

Connect with Facebook

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>